Juventude em Prosa

Encontro dos jovens multiplicadores da Agroecologia da Zona da Mata de Pernambuco

Whatsapp

21/11/2016

Por Ivanildo Patrício (Jovem Multiplicador de Agroecologia)

Nos dias 17 e 18 de novembro na cidade de Rio formoso aconteceu o encontro de Planejamento Monitoramento e Avaliação (PMA) da juventude que faz parte da Comissão de Jovens Multiplicadores da Agroecologia da Zona da Mata Sul. Esta reunião costuma juntar jovens de diferentes municípios que recebem assessoria do Centro Sabiá, para saber como está a organização dos jovens, uma vez que essa reunião ocorre duas vezes por ano. No início do encontro, fizemos um planejamento para todo o ano e próximo ao final houve uma avaliação sobre o andamento dos projetos. 

O objetivo do PMA é de fortalecer a juventude camponesa para que cada dia possamos reafirmar a nossa identidade como jovem do campo. Outro fato interessante que houve durante o encontro foi uma análise de conjuntura realizada por Wellington Gouveia, do Centro Sabiá. Antes da análise, todos se dividiram em grupos para debaterem juntos algumas perguntas: o que temos visto, o que temos ouvido e falado. Após retornar ao grande grupo, iniciou-se a análise a partir destes pontos.  Maiores partes dos pontos foram a violência e um governo corrupto que está tirando direitos que favorecem a uma classe de trabalhadores e que isso afeta direto na vida das juventudes, muitos jovens entram para o mundo das drogas, por não ter uma educação de qualidade e nem um emprego decente.                                    

Muitas coisas foram esclarecidas sobre o atual cenário político, como o que a PEC 55 se aprovada causará para a classe trabalhadora e para a juventude camponesa. Refletimos como estão as nossas vidas agora, ou melhor, durante o governo passado, onde tivemos um pouco de liberdade e direitos. Mesmo assim o nosso país se encontra com um nível de desigualdade muito grande, não temos saúde de qualidade nem segurança.  “A violência nos últimos tempos tem aumentado muito”, afirma umas das jovens. Em seu relato ela diz que na mesma semana, mais precisamente um dia atrás, dois jovens foram assassinados próximo do local onde a reunião estava sendo realizada, e ainda que outros atos violentos já tinham acontecido no mesmo mês. Mas a questão é que a violência não é apenas lá na cidade de Rio Formoso e sim em todo lugar do Brasil. 

Então imaginamos agora como será se por 20 anos os investimentos na saúde, segurança, educação e previdência social forem congelados, questiona Wellington.  É justamente isso que o governo interino está prestes a fazer, resumindo em uma análise mais profunda na história vemos que todos os poucos direitos que foram conquistados para nós estão sendo tirados aos poucos, por um governo que fala em cortar gastos e melhorar o Brasil, mas como um país se torna melhor sem educação, sem segurança pública e muitos outros direitos? Então mais uma vez estamos diante de um cenário em que a classe trabalhadora não tem direitos nem voz.

O encontro foi realizado na maior parte do tempo na casa de um agricultor, que nos proporcionou um lugar mais agradável e mais natural. Para finalizar teve uma atividade prática com uma horta da família, onde nos foram ensinadas técnicas de como ter uma boa horta desenvolvida.