Juventude em Prosa

Planejamento e Avaliação ActionAid e Sabiá

Whatsapp

02/02/2018


Foto: Ivanildo Paulino

Por Ivanildo Paulino (Comissão de Jovens Multiplicadores de Agroecologia)

Nos dias 29 e 30 do janeiro de 2018 aconteceu no assentamento Amaraji, na Zona Rural da cidade de Rio Formoso, litoral sul de Pernambuco, o encontro de planejamento e avaliação do Centro Sabiá e da Actionaid. Em um debate sobre as atividades dessa parceria no qual se avaliou quais os benefícios que essa parceria tem trazido, assim como também o planejamento de uma nova meta de atividades, juntamente com agricultoras representantes e jovens da CJMA (Comissão de jovens multiplicadores/as da Agroecologia). 

Na avaliação teve destaque o desenvolvimento das juventudes nos últimos três anos, assim como o desenvolvimento das mulheres, as atividades frutos dessa parceria que ocasionaram o empoderamento das mesmas, assim como as atividades que proporcionaram aos jovens ter sua autonomia, voz e vez no meio em que vivem. Foram avaliadas também as dificuldades encontradas no caminho, por exemplo, na Zona da Mata houveram momentos de lutas que resultaram na conquista do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), que em mesma instância ocasionou o fortalecimento da agricultura familiar. Outras conquistas também foram o envolvimento dos agricultores cada vez mais em espaços de discussão sobre seus direitos, além de fazer parte de sindicato, associações e comitês municipais.  


Foto: Ivanildo Paulino

Também foi percebido que o diálogo do Centro Sabiá com as famílias proporcionou novos horizontes, horizontes esses como mudança de hábitos alimentares, garantindo a segurança alimentar. A juventude hoje tem música, teatro, renda própria e autonomia proporcionando o envolvimento com a comunidade e culminando no desejo de permanência no campo. Durante o encontro foi fortemente discutido como irá prosseguir as atividades com os agricultores, diante desse cenário de cortes de direitos e políticas públicas, que beneficiam os agricultores jovens e mulheres, então é preciso priorizar o mais importante, que vai continuar o processo de fortalecimento da agricultura. Sabemos que existem espaços que é preciso fortalecer, assim como a Rede de Agroecologia da Mata Atlântica (RAMA).  Assim como o fortalecimento da feira agroecológica da agricultura familiar, um espaço de conquista de renda valioso, segundo os agricultores presentes.   

Mediante todo esse processo de conquista nesses anos de parceria é que está sendo pensado um novo planejamento para os próximos 3 anos que possa envolver estratégias que impulsionem ainda mais essas boas práticas no campo. Uma vez que o foco principal é atender às famílias mais carentes as crianças e jovens e principalmente as mulheres, onde ações possam ocasionar na conquista de seus direitos de seu reconhecimento como mulher, de seus valores, dessa forma causando a mudança de vida.