Notícias

Caminhos para a Sustentabilidade no Campo são debatidos em Caruaru

Whatsapp

15/11/2017

 

A partir da próxima segunda-feira (20), Caruaru se transformará na capital da Agroecologia pernambucana. Cerca de 400 agricultoras, agricultores, profissionais da agroecologia e autoridades se reunirão no seminário Caminhos para a Sustentabilidade no Campo, promovido pelo Centro de Desenvolvimento Agroecológico Sabiá. O encontro acontecerá no Assentamento Normandia. Participarão representantes dos três biomas de Pernambuco: a Mata, o Agreste e o Sertão.

A ideia é realizar uma troca de experiências, rodas de diálogos e noites culturais. O seminário marca o final de um projeto de assessoria técnica e extensão rural (Ater) agroecológica que durou quatro anos e está se encerrando neste fim de 2017.

 

Logo no dia 20, primeiro dia do encontro, acontecerá o lançamento da Campanha pela Divisão Justa do Trabalho Doméstico, pela Rede Feminismo e Agroecologia do Nordeste, da qual o Centro Sabiá faz parte. O objetivo dessa iniciativa é mostrar a realidade e discutir os desafios e opressões comuns vivenciados pelas mulheres, sejam elas agricultoras, quilombolas, indígenas, estudantes, quebradeiras de coco, pescadoras, professoras, comerciantes, entre outras.

 

Na terça-feira (21), o Marco Zero de Caruaru receberá uma exposição dos produtos das feiras agroecológicas. Essa troca de experiências entre o campo e a cidade promovida através dos espaços de comercialização faz parte das mudanças que aconteceram com a crescente preocupação com a alimentação nas últimas décadas e têm sido fortalecidos através de projetos como o de Ater Agroecologia, que proporcionam assessoria técnica e formações para os agricultores compartilharem seus conhecimentos.

 

No terceiro dia do encontro, novamente no Assentamento Normandia, haverá uma mesa com representantes do Governo Federal, Estadual e diversas representações de ONGs. As autoridades poderão aprender com os agricultores e agricultoras e debater com eles os caminhos para a sustentabilidade no campo. Durante os três dias do evento, serão lançados dois vídeos produzidos pelo Centro Sabiá e TV Mangue, um deles sobre o projeto de Ater Agroecológica e outro focado na experiência das agricultoras e da Escola Feminista.