Notícias

Experiências de Convivência com o Semiárido chegam ao Semiárido boliviano

Whatsapp

07/12/2017

Por Carlos Magno

Cisterna de placas na comunidade Lapachal  foto: Carlos Magno

Entre os dias 05 e 07 de dezembro aconteceu na cidade de Villa Montes, no Semiárido boliviano, o fórum e intercâmbio de experiências sobre a captação de agua da chuva do Chaco Trinacional. Este evento foi idealizado pelo CERDT uma ONG boliviana que atua na região semiárida de Bolívia. O evento reuniu pessoas da região, mais também de Paraguai, Argentina e Brasil. 

O centro Sabiá e o CETRA estavam presentes porque juntos com o CERDT fazem parte da plataforma semiáridos, uma rede que reuni organizações que atuam nos semiáridos de toda a América Latina. Na oportunidade também foi inaugurada a primeira cisterna de placas no semiárido Boliviano, na comunidade de Lapachal, para um grupo de indígenas da etnia Weenhayek. “ Esta cisterna é um marco importante para o semiárido boliviano, ela foi construída com a ajuda de um pedreiro indígena argentino, que foi capacitado dentro de uma capacitação da ASA com o INTA aqui na argentina”, Comenta Carlos Magno que participou de uma mesa sobre o acesso a agua segura no semiárido

senhora Guarani,  trabalha com cultivo e beneficiamento de amendoim de forma agroecologica     Foto Carlos Magno

 

Em seguida Carlos Magno e Gleyciane Bezerra(CETRA) foram percorrer a região para conhecer as experiências de produção agroecológicas e educação contextualizada que o CERDT está desenvolvendo na região. 

O Centro Sabiá tem investido na troca de experiências com outras organizações da América Latina a partir da Plataforma Semiáridos e outras redes, construindo estratégias sul-sul de desenvolvimento rural sustentável.