Notícias

Juventudes de Pernambuco se encontram para debater direitos e agroecologia

Whatsapp

16/10/2017

Cerca de 100 jovens do campo e da cidade do estado de Pernambuco vão participar de 17 a 20 de outubro, na Cidade Universitária, no Recife, do V Encontro Juventudes e Agroecologia com o objetivo de trocar conhecimentos em torno das conquistas e desafios na garantia dos direitos e da agroecologia. A atividade também integra o processo preparatório do IV Encontro Nacional de Agroecologia (ENA), que acontecerá em 2018, em Belo Horizonte (MG).

Os participantes vêm das três regiões do estado (Zona da Mata, Agreste e Sertão) e atuam como multiplicadores/as da Agroecologia em suas comunidades com a assessoria da ONG Centro Sabiá. Também participarão do encontro educadores/as de organizações e grupos e/ou coletivos que desenvolvem ações com juventude no estado.

Segundo Janaina Ferraz, assessora para a juventude do Centro Sabiá, a Agroecologia proporciona o bem viver das juventudes nos seus locais de origem, resgatando e preservando a cultura camponesa que vêm dos seus pais. “A agroecologia favorece imensamente a permanência do jovem no campo e favorecer a permanência das juventudes no campo significa trabalhar a questão da identidade camponesa, os aspectos relacionados ao acesso à terra, à qualidade de vida, as relações de solidariedade e coletividade, a preservação de valores e relações familiares. Também contribui para a independência financeira e autonomia nos trabalhos”, destaca.
A programação do encontro contará com momentos de debates sobre o papel das juventudes na construção do bem viver em seus territórios, apresentações culturais e oficinas de artesanato (biojoias), confecção de bonecos, tintas de solo, compostagem, agitação e propaganda, audiovisual, cordel, facilitação gráfica e confecção de camisas.
 
Outro ponto alto do evento serão as visitas às experiências em seis comunidades da Região Metropolitana no Recife (RMR) onde os jovens do campo e da cidade poderão intercambiar vivências e dialogar sobre o papel e importância da Agroecologia para a garantia da segurança hídrica, da soberania e segurança alimentar, da permanência das juventudes no campo, para a diminuição dos efeitos das mudanças climáticas, visibilidade e empoderamento das mulheres, juventudes e sujeitos LGBT, preservação ambiental,  entre outros aspectos. As visitas ocorrerão no dia 19 de outubro (quinta-feira) nas comunidades de Carolina de Jesus (Barro), Ilha de Deus (Imbiribeira), Tururu (Janga), Palha de Arroz (Arruda), Escambo Coletivo (Paulista) e Quebra Cabeça (Morro da Conceição).
 
No final do dia 19, todos os grupos se encontrarão na praça do Morro da Conceição onde haverá o Ato Político e Cultural e a Feira de Saberes e Sabores Campo e Cidade. O objetivo desse momento é mostrar a “cara” das juventudes, suas produções artístico culturais, a produção da agricultura de base agroecológica e festejar as conquistas e a aproximação da vida no campo e na cidade. Esta programação é aberta ao público. O encontro se encerra no dia 20 com a construção de lições e encaminhamentos para o fortalecimento do trabalho com as juventudes.
 
O Encontro Juventudes e Agroecologia é uma realização do Centro Sabiá com o apoio de outras organizações como FASE (Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional), Diaconia, Casa da Mulher do Nordeste, Comissão de Jovens Multiplicadores da Agroecologia, Pastoral da Juventude Rural (PJR), GT de juventudes da Articulação Nacional de Agroecologia (ANA), Levante Popular da Juventude e Cooperação Terra dos Homens Suíça.
 

Serviço:
 
V Encontro Juventudes e Agroecologia
Data: 17 a 20/10/2017

Programação aberta ao público:
Ato Político e Cultural e Feira de Saberes e Sabores Campo e Cidade 
Dia 19/10 das 19h às 21h, no Morro da Conceição